Prefeita de Presidente Figueiredo negocia instalação de usina de oxigênio

Embora a situação de fornecimento de oxigênio aos pacientes de Covid-19 esteja estabilizada no Hospital Geral Heraldo Neves, com a chegada de seis aparelhos concentradores de oxigênio na manhã de terça-feira (19), a prefeita de Presidente Figueiredo, Patrícia Lopes (MDB) está se adiantando a futuros problemas e no mesmo dia iniciou negociações com uma empresa que pode instalar uma mini usina do gás na unidade hospitalar.

Patrícia Lopes reuniu uma comitiva de vereadores para acompanhar todo o processo de negociação. O CEO da empresa Dinatec, Davi Lessa Chaves, visitou as instalações do hospital e disse que é viável a instalação de uma mini usina, se comprometendo a instalar no menor tempo possível, bastando adaptações na rede elétrica. A prefeita consultou a Eletronorte que sinalizou positivamente e vai fazer as avaliações necessárias para os ajustes, nos próximos dias.

Segundo Patrícia Lopes, caso a aquisição se concretize, essa usina vai atender a demanda do hospital de forma integral e ainda possibilitar que seja envasado oxigênio em cilindros para atender outras pequenas unidades.

Atualmente Figueiredo tem 20 leitos para pacientes graves de Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *