Ações da Aliança Covid-Amazonas beneficiam mais de 300 mil pessoas

Mais de 300 mil pessoas de comunidades ribeirinhas, indígenas e isoladas, além de bairros periféricos de Manaus, já foram beneficiadas com as ações da “Aliança dos Povos Indígenas e Populações Tradicionais e Organizações Parceiras do Amazonas para o Enfrentamento do Coronavírus”, que é coordenada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS) com o apoio de 112 instituições, empresas e prefeituras para combater as consequências da pandemia.

São mais de sete meses de atuação da Aliança com resultados expressivos, principalmente na articulação para garantir recursos como mais R$ 26 milhões, sendo mais de R$ 18 milhões em dinheiro e aproximadamente R$ 8 milhões em materiais e donativos.

Ao todo, as ações da Aliança já chegaram em 40 dos 62 municípios do Amazonas, sendo 5.834 comunidades, aldeias e bairros, 144 expedições de campo e 55 projetos implantados.

“As atividades da Aliança dos Povos Indígenas e Populações Tradicionais e Organizações Parceiras do Amazonas para o Enfrentamento do Coronavírus possuem números expressivos, do tamanho do nosso Estado, e foram fundamentais para diminuir os impactos da Covid-19, trazendo inúmeros benefícios. Inclusive, com ações pós-pandemia”, disse o superintendente geral da FAS, Virgilio Viana.

Entre as doações realizadas, destaque para 37.615 kits de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); 325 mil máscaras; 1.263 oxímetros; 78 medidores de pressão; 202 termômetros; mais de 15 mil materiais de comunicação sobre prevenção ao novo coronavírus; mais de 12 mil litros de combustível utilizados no transporte de pacientes e produtos para as comunidades; mais de 67 mil kits de higiene; 584 mil sachês purificadores de água da empresa P&G; 16 mil cestas básicas; mais de 18 mil unidades de álcool gel (500 ml); e materiais de saúde, entre outros.

 As parcerias com empresas e instituições foram fundamentais para a concretização dos resultados positivos. Entre as quais, a Fundação Maggi foi responsável pela distribuição de 1,5 mil cestas básicas para a comunidade Puranga Conquista, indígenas Kokama em Manaus e 14 bairros periféricos da capital. A Embaixada da França também enviou recursos para as ações da Aliança, que estão sendo fundamentais nos municípios do interior e na capital. Já a parceria com as Americanas está sendo essencial na instalação de internet, via satélite, em algumas comunidades, situadas em Unidades de Conservação (UCs). O uso da internet tem fortalecido o atendimento em localidades onde não há postos de saúde e hospitais.

O atendimento médico online é realizado através de uma parceria entre a FAS e o sistema de Telessaúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), que disponibiliza orientação técnica e capacitação para os agentes de saúde, em comunidades distantes e/ou isoladas, assim como acolhimento psicológico para esses profissionais e moradores.

Já foram realizados 87 atendimentos médicos e psicológicos e 191 teleorientações, beneficiando 18 comunidades, aldeias e bairros em sete municípios do Estado. Ao todo, são 12 centros de atendimento (polos de conectividade), 223 agentes de saúde (comunitários e indígenas) e 14 profissionais de saúde envolvidos.

A Aliança Covid-Amazonas, com o apoio de profissionais da saúde, também criou um Guia de Recomendações para Atenção Primária à Saúde, que é pioneiro no Estado e está sendo utilizado em comunidades ribeirinhas, rurais e aldeias indígenas do Amazonas. O guia garante orientação aos agentes de saúde para prevenção e observação dos sintomas do coronavírus, além de parâmetros para transferência de pacientes.

Outro destaque é a parceria internacional com a Campanha SOS Amazônia do movimento Fridays for Future, liderado pela ativista sueca Greta Thunberg, considerada personalidade do ano pela revista americana Time, em 2019. O objetivo da mobilização é  arrecadar R$ 1 milhão para ajudar comunidades em território amazônico. A Aliança, com coordenação da FAS, foi escolhida para fazer o gerenciamento do valor arrecadado.

A campanha está distribuindo os recursos da seguinte forma: 20% para o Alto Rio Negro, 30% para Lábrea e Purus, 45% para comunidades de Manaus e entorno, e 5% para eventuais transtornos e novas propostas.

Apoio

Outras empresas e instituições que também estão apoiando as atividades realizadas pela Aliança são Lasa, Setubal 3G, Havaianas, Gillete, Carrefour, Marriott International, SAP Business, Childfund Brasil, Fundação Avina, Instituto Coca-Cola, Klabin, ICS, Fiocruz, OAK Foundation, Instituto Arapyaú, Americanas, Moore Foundation, Embaixada da Irlanda, Hivos – People Unlimited, Ball, FIMI e Giz.

As doações para a Aliança Covid Amazonas podem ser feitas através do site fas-amazonas.org ou do e-mail contato@fas-amazonas.org. Além disso, todas as informações, recursos e ações podem ser conferidas no site da FAS.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *