‘A resiliência se constrói’, diz prefeito em vistoria à desobstrução de igarapé 

Manaus (AM) – O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio, vistoriou nesta quinta-feira, 26/11, o trabalho de desobstrução no igarapé da ponte da Bolívia, que corta vários bairros da cidade, entre eles o Santa Etelvina até a avenida Governador José Lindoso (avenida das Torres), zona Norte. O serviço, chamado de dragagem, é feito rotineiramente pela Prefeitura de Manaus, para remover entulhos dos igarapés da cidade e evitar transbordamentos e alagações, principalmente em período de chuvas.

“A resiliência é algo que construímos. Quando assumi a prefeitura, em 2013, e via um dia chuvoso, já ficava preocupado. Colocava uma capa e ia para rua porque, com certeza, haveria problema. Hoje, eu já vejo isso acontecer com um pouco mais de tranquilidade, porque trabalhamos intensamente nos últimos anos, para construir resiliência para Manaus”, afirmou o prefeito Arthur Neto.

Nos últimos quase oito anos, segundo a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), foram mais de mil quilômetros de igarapés que receberam o trabalho de dragagem, ampliando a capacidade de “resiliência” da cidade de Manaus, considerada uma das mais resilientes em países em desenvolvimento, pelo Banco Mundial.

“Com a entrada em funcionamento do Centro de Controle da Cidade, o CCC, isso vai ser muito mais eficiente porque haverá uma visão geral de tudo o que está acontecendo na cidade, para se dar as respostas certas, na hora certa. Vamos ver onde alagou, onde está com previsão de alagar e resolver de imediato”, explicou o prefeito.

No igarapé da ponte da Bolívia são 4,2 quilômetros de extensão, que recebem o trabalho para evitar alagações e, consequentemente, transtornos à rotina da cidade e às pessoas. O trabalho está sendo realizado, simultaneamente, em outros três igarapés de Manaus, o do Mindu, do 40 e do Parque das Nações. A ação contempla a retirada de resíduos sólidos, desassoreamento do leito e o alargamento de ambas as margens, para facilitar o fluxo das águas, dependendo das necessidades de cada área.

“Esse é um trabalho que fazemos sempre, mesmo durante o verão, porque quando o inverno chega, como já está se aproximando, precisamos reduzir os riscos”, afirmou Arthur, destacando que a prefeitura vem aliando a dragagem com os trabalhos de drenagem, executados, diariamente, e os de implantação da rede de esgoto.

“Inventei a drenagem em Manaus, na minha primeira gestão, no fim dos anos 1980 e início dos anos 1990. Ninguém mais se atreve a fazer obras sem colocar os tubos de drenagem embaixo da terra. A rede de esgoto não era com a prefeitura, mas nós fizemos mudanças no contrato de concessão e vamos chegar ao final deste ano com 30% de pessoas beneficiadas, além de garantir que 80% da população seja atendida até 2030”, ressaltou Arthur Neto.

‘Requalifica’

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, também vistoriou obras do Programa de Requalificação Viária e Urbana (Requalifica), que estão sendo feitas no conjunto Rio Maracanã, no bairro Flores, zona Centro-Sul, pelo Requalifica 5.

A principal via do conjunto, a rua Edmundo Soares, está recebendo aproximadamente 1,8 quilômetro de asfalto de qualidade. Essa rua é o principal acesso ao conjunto e também o corredor por onde trafegam os ônibus do transporte coletivo.

“Estamos asfaltando uma importante via do Rio Maracanã. Ela facilita a mobilidade urbana, pois dá acesso e saída ao conjunto. O trabalho é completo, estamos asfaltando e temos o LED também. Importante é que o serviço saia bem feito, muito organizado e a contento dos moradores dessa região da cidade”, destacou o prefeito.

O conjunto Rio Maracanã está localizado entre os conjuntos Beija-Flor I e II e o conjunto dos Sargentos e Subtenentes, todos já beneficiados com obras de recuperação viária, nas várias etapas do programa Requalifica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *