Obras de estações de transferência alcançam mais de 50% de execução

Manaus (AM) –  Como plano de mobilidade urbana para tornar a cidade ainda mais moderna, a Prefeitura de Manaus alcança mais de 50% de execução nas obras das Estações de Transferência da Arena da Amazônia, na avenida Constantino Nery; Santos Dumont, na avenida Torquato Tapajós; e Parque das Nações, na avenida Max Teixeira. As obras já contam com toda a infraestrutura concluída e avançam na construção dos pontos de ônibus, coberturas e passarelas.

As três obras das Estações de Transferência acontecem simultaneamente e vão integrar o sistema de mobilidade urbana, ligando a zona Norte, a partir dos terminais 6 (Lagoa Azul) e 3 (Cidade Nova), ao centro da capital. “Até final deste ano, a prefeitura vai garantir uma grande revolução na mobilidade urbana de Manaus. Vamos entregar corredores viários completamente revitalizados e modernos, 300 novos ônibus e um sistema equilibrado com uma nova infraestrutura”, declarou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Segundo o engenheiro civil da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), Edson Andrade Júnior, os serviços seguem com a construção da cobertura dos pontos de ônibus e estruturas das passarelas. “Com o andar das obras conseguimos vislumbrar a entrega das três estações antes do prazo estipulado. Mais de 50% da obra já está concluída com toda a parte de fundação já realizada”, ressaltou o engenheiro.

O processo das obras teve início com a ampliação das vias com novas alças para o tráfego, possibilitando o trânsito exclusivo do transporte coletivo dentro das estações. Os três complexos somam um espaço médio de três mil metros quadrados e contam, cada uma, com cerca de 50 funcionários de forma direta e indireta.

A complexidade das intervenções acontece em três principais vias da cidade e só é possível devido a um trabalho multidisciplinar. “O sistema de transporte público vem sendo pensado como um todo pelas diversas secretarias da prefeitura, cada obra nessas grandes vias é como uma peça de um grande conjunto, todas elas vão transformar a mobilidade urbana da cidade”, comentou o diretor de Transporte Público do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Jean Faria.

Melhorias

Essas novas estruturas se juntam a outras obras da prefeitura para melhoria da capital como a construção do Terminal 6, que já está com 38% de obras concluídas, a reconstrução do Terminal 1, na avenida Constantino Nery, e a revitalização do Terminal 3, na Cidade Nova. Além disso, a estação de transferência São Jorge já foi entregue à população com a inauguração do complexo viário Ministro Roberto Campos, na avenida Constantino Nery. Para dar mais conforto aos usuários, até o final do ano 300 ônibus novos estarão inseridos no sistema de transporte da capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *