Aproximadamente 2,7 mil famílias de Unidades de Conservação são beneficiadas com doações  

Manaus (AM) – As ações são resultados da parceria entre Fundação Amazonas Sustentável (FAS) com a Embaixada da França no Brasil para realizar missões humanitárias no âmbito da “Aliança Covid-Amazonas”.

Mais de 60 comunidades, com aproximadamente 2700 famílias, localizadas em Unidades de Conservação (UCs) foram beneficiadas com ações realizadas, em agosto, pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), através da “Aliança Covid-Amazonas dos povos indígenas e populações tradicionais e organizações parceiras para o enfrentamento do coronavírus”. A iniciativa tem o apoio de 98 instituições, como a Embaixada da França no Brasil que financiou o fornecimento de kits de higiene e alimentos para essas comunidades ribeirinhas.

As doações foram entregues aos moradores das Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã e do Piranha, na região que abrange a Área de Preservação Ambiental (APA) do Rio Negro, além da RDS Puranga Conquista e RDS do Rio Negro.

Em  20 comunidades da RDS do Uatumã, de 19 a 24 de agosto, foram entregues 856 kits de higiene e cestas básicas para 1540 moradores, além de combustível emergencial para as ambulanchas, utilizadas no atendimento de pacientes pelos rios da Amazônia. De 24 a 29 de agosto, as UCs da Regional do Rio Negro receberam da FAS mais de 48 toneladas de alimentos e kits de higiene, além de 1500 litros de gasolina, fornecidos para auxiliar no atendimento emergencial de doentes e na produção econômica local, beneficiando diretamente 1128 famílias de 43 comunidades.

Missões

Durante as missões, a FAS também disponibiliza cartazes informativos sobre o contágio e prevenção ao coronavírus. De acordo com a agente de Desenvolvimento Sustentável, Lizandra Sá, a RDS do Uatumã foi uma das UCs que registrou um número reduzido de casos da Covid-19. Para ela, essa redução pode está relacionada às ações promovidas pela Aliança nas comunidades. “Creio que se não tivéssemos auxiliado os moradores para evitar de se deslocar até as cidades, correndo o risco de se infectar, o número de pessoas contaminadas pelo coronavírus poderia ser bem maior por lá. Mas como conseguimos mobilizar essa ajuda em massa e eles ficaram mais seguros, e sossegados quanto a isso”, diz.

Já nas três UCs localizadas na Regional do Rio Negro, a missão da Aliança entregou 1128 cestas básicas e kits de higiene. Além disso, a ação teve apoio de entidades locais como a Associação de Povos e Comunidades Tradicionais da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Puranga Conquista e a Associação das Comunidades Sustentáveis do Rio negro (ASCRN). “Com a ajuda dos presidentes dessas associações, Raimundo Leite e Viceli Costa, foi possível fazer as entregas, o que foi imprescindível para a continuidade da ação.Toda ajuda que chega para as comunidades é sempre bem-vinda e bem recebida pelas pessoas, que ficam muito felizes quando ganham cestas básicas, kits de higiene, e outras coisas importantes como combustível”, afirma um dos técnicos do projeto, Adamilton Bindá.

As comunidades do Betel e Braga, localizadas na RDS do Piranha, no município de Manacapuru, também foram contempladas com as doações da Embaixada da França com um total de 178 kits de higiene e cestas básicas. Essa missão, organizada pelo coordenador de projetos da FAS, Gil Lima, beneficiou aproximadamente 350 pessoas. Segundo o presidente da Cooperativa do Piranha, Anezio Junior Soares, as doações representam uma oportunidade de viver melhor. “Pra nós, essa ajuda é muito gratificante e é também um resultado do nosso próprio trabalho como comunidade e cooperativa, porque a gente vem sempre lutando para conseguir melhores condições”.

Parcerias

A“Aliança Covid-Amazonas dos povos indígenas e populações tradicionais e organizações parceiras para o enfrentamento do coronavírus” também tem o apoio do Programa Mundial de Alimentos da ONU, Grupo Carrefour, Lojas Americanas, Fundação Swarovski (por meio do projeto Escolas D’Água), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Secretarias de Estado do Meio Ambiente e da Saúde do Amazonas, Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Fundação Universidade Aberta da Terceira Idade (Funati), Fundação Avina, Fundação Moore e OAK Foundation, entre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *