Prefeitura esclarece situação de profissionais de saúde

                                                                               NOTA DE ESCLARECIMENTO 

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esclarece que o atraso na contratação de profissionais, por parte do Ministério da Saúde (MS), para atuarem no enfrentamento do novo coronavírus em Manaus, impossibilitou a lotação imediata de 31 especialistas oriundos de outros estados e enviados à capital, por meio da estratégia “O Brasil Conta Comigo”. Eles fazem parte de um grupo de 267 profissionais de saúde que integram o referido programa, sendo a maioria residente em Manaus.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, esteve reunido com o grupo, juntamente com representantes do Ministério da Saúde. Ele agradeceu o apoio desses profissionais de saúde que deixaram suas cidades e vieram somar esforços nessa batalha em Manaus.

“Estive pessoalmente no hotel, com a equipe do Ministério da Saúde e reunimos com vários profissionais. Ficou acertada a lotação deles, de acordo com o desejo e o perfil de cada um. A questão é que um pequeno número não aceita trabalhar em determinados locais e horários. Alguns são residentes em Manaus e precisam conciliar o plantão que já fazem em outros empregos, além de não mostrarem disposição em atender a população vulnerável. Porém, por meio de diálogo, foi possível chegar a um consenso”, explica o secretário da Semsa, Marcelo Magaldi.

O secretário se colocou à disposição para resolver a todos as pendências com a maior brevidade e assegurou apoio aos profissionais que vieram ajudar no enfrentamento da Covid-19. Desde a chegada da primeira turma, no dia 4 de maio, a Semsa vem dando todo apoio a esses profissionais, no tocante a refeições, apoio logístico e treinamentos.

Vale ressaltar que quando houve o lançamento do programa, pelo Ministério da Saúde, o cenário da pandemia era outro e o atual indica a necessidade de concentrar esforços no atendimento da rede de Atenção Primária. Em razão disso, esses profissionais estão sendo lotados de acordo com e perfil e experiência, dentro daquilo que a rede necessita atualmente, priorizando o atendimento básico. Até o momento, 101 profissionais já foram absorvidos pela rede municipal de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *