Polícia controla rebelião do Comando Vermelho no Presídio do Puraquequara

MATÉRIA ATUALIZADA

Manaus (AM) – O secretário de Segurança Pública (SSP), Louismar Bonates confirmou que a rebelião fopi encerrada na Unidade Prisional do Puraquequara. Ele afirmaou que todos os reféns foram resgatados em segurança e que nenhum preso ou agente foi ferido no processo.

A rebelião

A facção criminosa Comando Vermelho (CV) iniciou uma rebelião, na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), no bairro Puraquequara, zona Leste de Manaus, Amazonas, fazendo sete agentes penitenciários como reféns. Foram vistos focos de incêndio nas celas.

Segundo a Seap – Secretaria de Estado de Administração Penitenciária – a rebelião teve início por volta das 6h, durante a entrega do café da manhã. Os internos cerraram as grades de duas celas e atacaram os agentes. Eles exigem a presença da imprensa e dos direitos humanos.

O Grupo de Intervenção Penitenciária (GIP) e forças de segurança da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) – COE, Batalhão de Choque, Rocam e Companhia de Cães –,  estão unidade prisional e já iniciaram as negociações para a liberação dos reféns.

Os presos reclamaram da decisão do Governo do Estado em retirar os ventiladores das celas e da suspensão das visitas, em virtude do novo coronavírus. O Seap informou que os ventiladores eram usados como armas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *