Recuperada do coronavírus, médica volta ao trabalho no ’28 de Agosto’

A médica Deborah Tayah, de 24 anos, voltou a trabalhar na última sexta-feira (10/04) no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, em Manaus. Clínica geral, Deborah está recuperada da infecção pelo coronvavírus.

Até a sexta-feira (10), a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) contabilizava 46 profissionais de saúde contaminados e afastados de suas atividades. A rapidez de contágio surpreendeu médicos da rede pública. Três médicos morreram neste domingo (12).

Depoimento

“A ficha demorou a cair. Quando adoeci ainda não havia muitos casos em Manaus e não tinha medo instalado. Agora são mais de 100 casos por dia, fora os que não foram testados. Não sabíamos que seria desse jeito”, disse Deborah Tayah.

“Eu sou clínica geral, fico na porta de entrada do sistema de saúde e faço rotina. Passo nas enfermarias, cuido de uns 15 pacientes por turno, vejo como cada um está e prescrevo medicação. Então eu tenho que lidar com casos que vão de pneumonia até insuficiencia renal, infecções em geral. O vírus não vem com a localização, então não tem como saber se peguei no mercado ou no hospital”, diz a médica.

Além do trabalho no Hospital 28 de Agosto, Deborah é vinculada a uma cooperativa de médicos na qual há, além dela, outros oito profissionais infectados. Diante da velocidade da propagação da Covid-19 na rede de saúde de Manaus, Deborah quis voltar ao trabalho o mais rápido possível.

“Eu fiz um um juramento, não posso abandonar meus pacientes. É complicado, a gente tem família, mas na situação que estamos em Manaus eu não posso deixar de ajudar”, disse a médica.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *