Neste domingo, Manaus registra o recorde de sepultamentos

No domingo (26/04), Manaus registrou o maior número de enterros feitos desde o início da pandemia do novo coronavírus. em 24 horas, foram 142 sepultamentos e duas cremações. O número supera o recorde de 136, registrado no início da semana passada.

Antes, a média em toda a capital amazonense era de 30 sepultamentos por dia, segundo o Sindicato das Empresas Funerárias do Estado (Sefeam), o que aponta parra o colapso do sistema funerário.

Registros e óbitos

O Amazonas já tem mais de 3,8 mil casos confirmados de coronavírus e o número de mortes já ultrapassa 300.

As mortes, de acordo com a Prefeitura de Manaus, são de casos em geral, entre pacientes de Covid-19, mortos por síndromes respiratórias ou outras causas.

Quadro da tragédia

  • 10 morreram pela Covid-19
  • 47 morreram por síndrome ou insuficiência respiratória
  • 85 tiveram registro de causa “indeterminada ou desconhecida”

                                                 Informe Funerário de Manaus – Domingo, 26/4

 A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), que gerencia os cemitérios públicos da cidade, informa que 140 sepultamentos foram registrados no domingo, 26/4, além de duas cremações. Do total de 142 óbitos, 41 aconteceram em domicílio, apenas dez tem como causa da morte a confirmação por Covid-19. Outras 47 pessoas morreram por síndrome ou insuficiência respiratória, mais 28 tiveram no atestado o registro de causa indeterminada ou desconhecida, entre outras causas.

Conforme dados divulgados pelo município, o número de sepultamentos do dia 26 agora passa a ser o maior do período, desde o agravamento da pandemia pelo novo coronavírus. Desde o domingo anterior, 19, o quantitativo nos cemitérios públicos tem ultrapassado os cem enterros diários, a maioria no cemitério Nossa Senhora Aparecida, bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *