Unicamp realiza vestibular indígena no Amazonas

O inédito vestibular indígena da Unicamp, realizado neste domingo, 2/12,, agradou aos candidatos. As cidades de Manaus (AM) e São Gabriel da Cachoeira (AM). Dos 457 inscritos nas duas cidades, 283 compareceram.

Em Manaus (AM), de acordo com o coordenador local, dos 107 inscritos, 61 compareceram. Alguns candidatos ficaram confusos com o fuso horário e, apesar da longa distância percorrida, perderam a prova.

Em São Gabriel da Cachoeira (AM), cidade mais indígena do Brasil, teve candidato que deu com a cara no portão fechado. Bonifácio de Lima Brazão chegou atrasado e não conseguiu entrar no colégio São Gabriel para fazer a prova.

Coordenador de logística da Unicamp, Kleber Pirota disse que a questão do fuso horário será avaliada pela universidade. Manaus e São Gabriel da Cachoeira estão duas horas atrás do horário de Brasília (DF).

Abstenção

Dos 610 inscritos para o primeiro vestibular indígena da Unicamp, 354 compareceram, com uma abstenção de 41,96%. Na opinião do coordenador executivo da Comvest, José Alves Freitas Neto, os números estão dentro dos parâmetros de outros processos seletivos para indígenas.

Sobre os números em São Gabriel da Cachoeira, cidade mais indígena do Brasil, Neto classificou como “incrível” a presença de 222 candidatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *