TCU desmascara ONGs corruptas

As máscaras das ONGs começam a cair. Desvios de milhões de reais do Fundo Amazônico foram investigados por técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os técnicos identificaram que contratos renderam R$19 milhões a uma ONG CTI, dedicada aotrabalho indigenista”.

Auditoria do Ministério do Meio Ambiente entregue ao TCU, revela que não foi possível encontrar qualquer “consultoria”, tampouco beneficiários de tanto dinheiro.

A CTI diz ter gasto parte dos R$19 milhões em eventos, mas a auditoria não comprovou a presença da ONG em qualquer deles.

A auditoria também verificou “ações quase que totalmente atinentes à esfera de atuação Funai e poucos em relação ao Meio Ambiente.”

O ministro Vital do Rêgo é o relator, no TCU, que coordena a investigação do derrame de dinheiro do Fundo Amazônia para ONGs.

É de domínio público que ONGs se beneficiavam com os recursos que deveriam ser aplicados em preservação ambiental, saúde aos ribeirinhos e indígenas e na melhoria da qualidade de vida dos povos da floresta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *