Inep pode abordar variações linguísticas no Enem

Novembro já está quase aí e, com isso, os estudantes correm atrás dos últimos detalhes para o Enem 2018. Além dos longos dias de estudo, os candidatos ficam preocupada com qual o tema da redação e se vão conseguir se dar bem.

Além de poder treinar em casa com vários assuntos atuais, o pessoal que vai fazer as provas esse ano pode estar recebendo algumas dicas. O perfil do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) no Instagram vem fazendo diversas publicações com variações linguísticas e muita gente entendeu isso como um conselho.

Variação linguística nada mais é que o modo diferente que a língua é pronunciada de acordo com a região. O sotaque ou as gírias de cada Estado, cultura e idade são exemplos.

Essa pluralidade tem vários níveis, separados entre diatópico (lugar onde a pessoa reside), diafásico (ocasião no qual a pessoa se encontra, por exemplo, diferença entre uma reunião séria e uma conversa entre amigos), diastrático (classificado como as gírias que determinados grupos usam) e histórico ou diacrônico (de acordo com a idade e o período histórico que a pessoa vive/viveu).

Muitos sites de estudos apontaram que esse seria o tema da redação do Enem 2018. Se é ou não, infelizmente não tem como saber, mas não custa nada estudar um pouco sobre o assunto e já ir treinando o texto.

Fonte: Terra