Venezuelanos querem a ‘carne’ de Nicolás Maduro

Enquanto o povo venezuelano come cães, gatos, pombos e lagartos, o presidente Nicolás Maduro foi filmado num restaurante de luxo turco comendo uma costeleta e fumando um charuto personalizado, numa escalda da viagem de regresso à Venezuela depois de uma visita à China. A ida ao restaurante de luxo foi criticada pelos opositores dada a grave crise humanitária que o seu país enfrenta, com escassez até de comida.

O Nusret Gökçe’s Nusr-Et é conhecido pelos seus bifes e temperos. As costeletas custam 100 dólares (85,48 euros), ou seja, mais do dobro do salário mínimo na Venezuela, que está atualmente nos 39,50 euros.

A visita não passou despercebida até porque o restaurante partilhou a imagem de Maduro, acompanhado pela mulher, a comer um pedaço de carne suculento, uma t-shirt do restaurante e fumar um charuto retirado de uma caixa personalizada. Entretanto, a fotografia foi apagada, refere a Bloomberg que mostra a imagem original.Também foram publicados vários vídeos, entretanto todos apagados. Mas os sites venezuelanos ainda conseguem reproduzi-los e num deles ouve-se Maduro dizer que “é uma vez na vida”.

O líder da oposição Julio Borges, que não vive na Venezuela por receio de ser preso, escreveu no Twitter: “Enquanto os venezuelanos sofrem e morrem com fome, Nicolás Maduro e Cilia Flores divertem-se num dos restaurantes mais caros do mundo, com dinheiro roubado ao povo venezuelano.”

A Venezuela atravessa uma das piores crises humanitárias de sempre, com os estudos nacionais a apontarem que, em 2017, a pobreza afetava 87% dos agregados familiares e que 64% dos venezuelanos perderam peso, 11,4 quilos em média.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *