STF faz carinho em Lula e pressiona Lava Jato

O Supremo Tribunal Federal (STF) agiu, na quarta (7), como uma corte política ao vetar a transferência de do ex-presidende Lula da Polícia Federal de Curitiba para um presídio em São Paulo.

Para juristas, a legalidade da transferência deveria ser primeiramente julgada pelo TRF-4. Neste contexto, os ministros do STF teria extrapolado sua competência.

Para decidir a questão, os ministros do STF cancelou a pauta e passou o caso Lula à frente de milhares de outros só para anular a decisão da juíza de 1ª instância que determinara a transferência do ex-presidente condenado. Para complicar a situação, os ministros não conseguiram disfarçar a intenção de “mandar recado” ou fazer uma advertência à Lava Jato, mostrando quem manda no país.

Com sua atitude, o STF mostrou que os poderosos merecem tratamento diferenciado na Justiça. Os pobres honestos estão vencidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *