PF revela relação entre o PT e liderança do PCC

Não pe novidade! A relação do PT com organizações criminosa é de domínio público. Nesta sexta-feira (9), vazou a informação de diálogos entre os chefões do tráfico no Brasil com membros do PT.

A Polícia Federal por meio de interceptações telefônicas no âmbito da Operação Cravada, deflagrada nesta sexta, flagraram um dos líderes do PCC afirmando que o Partido dos Trabalhadores (PT) “tinha diálogo” com a organização criminosa, ao comparar a realidade dos governos petistas com a linha dura imposta pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

O ex-juiz da Lava Jato foi atacado por isolar membros da cúpula da organização criminosa e por “começar a atrasar, quando foi pra cima do PT”.

Ao relatar a relação, o alvo da PF cita ‘situações’ com o partido que nem dá para ficar conversando pelo telefone. As lideranças da facção tiveram ligações telefônicas interceptadas em abril deste ano pela operação que tenta desbaratar o núcleo financeiro da organização o criminosa.

Os diálogos foram revelados pelo jornalista Fausto Macedo, do Estadão.

“Ele começou a atrasar quando foi pra cima do PT. Pra você ver, o PT com tinhamos diálogo. O PT tinha diálogo com nós cabuloso, mano, porque… situação que nem dá pra nós ficar conversado a caminhada aqui pelo telefone, mano”, diz Alexsandro Roberto Pereira, conhecido como ‘Elias’ ou ‘Veio’.

Realidade cruel

A interceptação telefônica é uma compravação que o PT tinha estreita relação com o narcotráfico, tanto no Brasil como com as FARC da Colômbia.

*Com informações do Diário do Poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *