MPT faz concurso que derespeita a reforma administrativa

Enquanto o Governo Federal ensaia uma reforma administrativa, o setor público rompe com qualquer compromisso de redução dos gastos públicos.

O Ministério Público do Trabalho (MPT) abriu concurso para procurador cujo salário inicial, à espera dos penduricalhos de praxe, é de R$28.947,55.

O povo passivo que se vire para pagar tudo isso. O salário inicial do procurador do MPT corresponde a nada menos que 29 salários mínimos no valor de R$998.

Com apenas um mês de salário, o futuro procurador do MPT poderia alimentar 79 famílias adquirindo-lhes cestas básicaszNo serviço público federal, para cada R$100 gastos em salários, mais R$77 são pagos em penduricalhos. No total, R$42 bilhões por ano.

A população não carrega apenas o MPT nas costas. Todo o Judiciário, Tribunais e Contas, Câmara de Vereadores, Assembleia Legislativa e Congresso Nacional recebem salários que inviabilizam qualquer gestão pública. Isso, sem muito esforço intelectual. Enquanto professores, pesquisadores e cientistas recebem uma miséria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *