‘Ministros do STF reeditam AI-5’, diz senador

A operação policial ordenada nesta terça-feira (16) pelo ministro Alexandre de Morais, do Supremo Tribunal Federal, apreendeu um laptop marca CCE na residência do general Paulo Chagas. E impôs censura ao militar da reserva e todos os demais investigados, bloqueando todas as suas contas nas redes sociais.

Também são alvos da operação Osmar Rocha Fagundes, Isabella Sanchez de Souza Trevisani, Carlos Antonio dos Santos, Ermínio Aparecido Nadin, Gustavo Carvalho e Silva, Sérgio Barbosa de Barros. Os mandados são cumpridos em Brasília, Goiânia e São Paulo.

O senador Randolfe Rodrigues comparou o inquérito do STF a um novo AI-5 (decreto emitido durante o governo Costa e Silva que funcionava como uma espécie de ferramenta de intimidação pelo medo … não tinha prazo de vigência e era empregado pela ditadura contra a oposição e a discordância)
.
“Toffoli e Alexandre de Moraes fabricaram para si um AI-5: falou mal deles, dançou! Não é possível que, em plena democracia, dois juízes se comportem assim, aterrorizando a cidadania, transformados suas togas negras em capuzes de carrascos da sociedade!”

“Ninguém escapa do AI-5 do STF: jornalistas, ativistas e até generais! Logo chegarão aqui no Senado, porque o coro de insatisfeitos só aumenta. Precisamos dar um basta nos desmandos desta fração que sequer representa a maioria do STF, mas que se acha a própria encarnação do poder.”

Preocupação

A jurista e deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) não poupou críticas às recentes atitudes do STF:

“Estou muito preocupada com o rumo que o país está tomando. As pessoas estão assustadas e com razão. Só o que temos é nossa voz! Por favor não nos calem!”, escreveu Janaina ao tomar conhecimento da censura lançada pelo Supremo contra a revista Crusoé e o site O Antagonista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *