Ministros do STF criticam vazamento de conversas de Moro

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, concedeu uma rápida entrevista a jornalistas na tarde desta-segunda-feira (17).

Moraes defendeu que os responsáveis pelos vazamentos das conversas atribuídas ao ministro Sérgio Moro e outras autoridades sejam presos.

Para ele, as mensagens não afetam a “importância histórica” da Lava Jato.

“No atual momento temos que, primeiro, rapidamente apurar e prender os criminosos que invadiram comunicações de agentes públicos, colocando em risco a própria segurança dessas pessoas. Em um segundo momento, a partir do conjunto das informações, poderemos tirar algumas conclusões”, declarou.

Moraes, diferente de seu colega Gilmar Mendes, defende a tese de que o fim não justifica os meios. Ou seja, um crime foi cometido e os responsáveis devem ir para a jaula.

Na semana passada, , a ministra Cármen Lúcia havia declarado:

“Hoje temos a informação e a deformação de retóricas que não têm nem fonte humana, mas que têm consequência jurídica, política e institucional de toda a natureza”

Em resumo: Glenn Greenwa está a caminho da prisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *