Jornalismo de luto! Morre Marcelo Rezende

Neste 16 de setembro, o jornalista Marcelo Rezende não resistiu e acabou falecendo. O carioca de 65 anos morreu vítima de um câncer de pâncreas. Ele era famoso pelo seu trabalho em Linha Direta e, mais recentemente, no Cidade Alerta. Sua voz ficará sempre marcada na imaginação da população brasileira. O jornalista era muito querido pelo povo em geral, chegou a ser imitado pelo Pânico na TV. Ele deixa 5 filhos e, com certeza, muitas saudades para os brasileiros.

Diagnosticado no começo do ano com câncer de pâncreas com metástase no fígado, ele vinha lutando bravamente contra a doença e realizando quimioterapia. Recentemente ele gravou um vídeo dizendo que tinha fé na cura porque Deus estava com ele. O repórter não seguia nenhuma religião, mas dizia acreditar em Deus.

Sobre o câncer de pâncreas

Essa doença tem mais probalidade de aparecer em tabagistas, quem passa muito tempo sob o vício do fumo é mais propenso a tal câncer. Excesso de bebida, gordura e exposição a compostos químicos como solvente e petróleo também aumentam as chances de adquirir a doença tão temida. Além disso, quem sofre de pancreatite crônica e/ou diabete melitus deve redobrar a atenção.

Confira 11 sintomas de que tem câncer de pâncreas na seguinte lista retirada do site do instituto especializado em câncer, Instituto Oncoguia:

Sinais e Sintomas do Câncer de Pâncreas Exócrino

Icterícia – Os cânceres que começam na cabeça do pâncreas podem comprimir o ducto biliar, na parte proximal, levando à icterícia. Quando o câncer de pâncreas se dissemina para o fígado, também pode causar icterícia. No entanto, o câncer não é a causa mais comum da icterícia. Outras causas, como cálculos biliares, hepatite e outras doenças do fígado, são muito mais comuns.

Dor Abdominal ou nas Costas – Dor no abdome ou nas costas é comum no câncer de pâncreas, uma vez que o crescimento do tumor pode comprimir os órgãos vizinhos, provocando dor. O câncer também pode se disseminar para os nervos ao redor do pâncreas, o que muitas vezes provoca dores nas costas.

Perda de Peso e Falta de Apetite – A perda de peso não intencional é muito comum em pacientes com câncer de pâncreas. Essas pessoas também se queixam de fadiga e cansaço.

Problemas Digestivos – Se o tumor bloqueia a liberação do suco pancreático para o intestino, a pessoa pode não ser capaz de digerir alimentos gordurosos. A gordura não digerida pode provocar fezes pálidas, volumosas e gordurosas. O tumor pode também comprimir a parte distal do estômago e bloqueá-lo parcialmente, levando a náuseas, vômitos e dor, que tende a ser mais intenso após as refeições.

Aumento da Vesícula Biliar – Se o câncer bloqueia o ducto biliar, a bile pode se acumular na vesícula biliar, provocando um aumento da mesma. Isto às vezes pode ser palpado pelo médico durante um exame físico, que solicitará exames de imagem para um diagnóstico mais preciso.

Coágulos Sanguíneos – Às vezes, o primeiro sinal da presença de um câncer de pâncreas é o desenvolvimento de um coágulo de sangue numa veia da perna, denominado trombose venosa profunda. Em algumas circunstâncias um coágulo pode ir para os pulmões, dificultando a respiração, o que se denomina embolia pulmonar.

Diabetes – Raramente, o câncer de pâncreas exócrino causa o diabetes, mas frequentemente, existem pequenos problemas com o metabolismo do açúcar que não causam sintomas de diabetes, mas podem ser reconhecidos por exames de sangue específicos.

Urina Escura – Às vezes, o primeiro sinal de icterícia é o escurecimento da urina devido a bilirrubina. Como os níveis de bilirrubina no sangue aumentam, a urina passa a ter coloração marrom.

Fezes de Cor Clara – Se o ducto biliar estiver obstruído, a bile e a bilirrubina não podem chegar ao intestino. Quando isso acontece, as fezes têm uma coloração mais clara.

Coceira na Pele – Quando a bilirrubina se acumula na pele, pode provocar coceira, além de tornar a pele amarelada.

Anormalidades do Tecido Adiposo – Outro sinal do câncer de pâncreas é o aparecimento de irregularidades no tecido adiposo abaixo da pele, que é provocado pela secreção de enzimas pancreáticas que digerem o tecido gorduroso.

É importante lembrar, porém, que nem sempre o surgimento de um desses sintomas será necessariamente causado pelo câncer. Há diversas outras doenças que trazem tais sintomas também. É claro que se a pessoa apresentar todos os sintomas é provável que tenha a doença. Sendo assim, o melhor a se fazer é sempre procurar ajuda médica para analisar qualquer alteração que nosso organismo apresentar.

 

Deixe uma resposta