Envolvido com a Odebrecht, ex-presidente do Peru tira a própria vida

O ex-presidente do Peru, Alan García, tirou a própria vida com um tiro na cabeça na manhã desta quarta-feira (17), após a polícia ter chegado em sua casa para prendê-lo, em Lima, capital do Peru.

 

A Justiça peruana ordenou a prisão de Alan por 10 dias por acusação de ter recebido dinheiro ilegal da Odebrecht em campanha eleitoral de 2006.

Segundo o jornal “El Comercio”, às 6h25 de Lima (8h25 em Brasília), policiais chegaram à casa de García com um mandado de busca e apreensão. Logo depois, foi pedido que o ex-presidente descesse, pois havia um mandato de detenção.

Os policiais, então, relatam que García se comunicou com seus advogados e se escutou um disparo. Após o ocorrido, o ex-presidente foi levado para o hospital, foi submetido a uma cirurgia, mas não resistiu.

O diretor do hospital, Enrique Gutiérrez, afirmou que, ao dar entrada no hospital, o ex-presidente tinha dois orifícios de bala no crânio, “um de entrada e um de saída”.

O atual presidente do Peru, Martín Vizcarra, publicou em rede social uma mensagem de condolências para os familiares e amigos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *