Depois de três horas, PF deixa gabinete de Cristiane Brasil

Brasília – Nesta terça-feira, 12/6, depois de três horas, agentes da Polícia Federal deixaram o gabinete da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ). Os policiais passaram parte da manhã no Anexo 4 da Câmara dos Deputados para cumprir mandado de busca e apreensão no âmbito da segunda fase da Operação Registro Espúrio.

A PF investiga se a parlamentar tem participação na organização criminosa que atua na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Também foi feita busca e apreensão no Rio de Janeiro, onde a deputada mora. A primeira fase da operação ocorreu em maio.

A assessoria de Cristiane Brasil disse que a deputada foi surpreendida pela operação e que espera que os fatos sejam esclarecidos em breve. Segundo o texto, a deputada não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho.

“Espero que as questões sejam esclarecidas com brevidade, e meu nome, limpo”, diz Cristiane Brasil.

A deputada foi indicada e, posteriormente, vetada para assumir o Ministério do Trabalho, onde seu pai, o ex-deputado Roberto Jefferson, condenado por envolvimento no Mensalão, mantém forte influência.