‘Centrão’ abandona candidatura de Geraldo Alckmin

Apesar de os caciques dos partidos que integram o “Centrão” (DEM, PP, PR, PRB e SD) estarem mantendo apoio oficial a Geraldo Alckmin, o candidato do PSDB à Presidência da República, nos estados se iniciou a debandada de deputados do bloco, que já fazem campanha para o candidato Jair Bolsonaro (PSL).

O alerta já chegou à campanha do PSDB. Até mesmo alguns deputados tucanos já evitam pedir votos a Alckmin e iniciam associação de imagem ao nome de Bolsonaro. Candidatos aos governos dos estados ligados ao “Centrão” já largaram a candidatura de Alckmim.

Nos estados onde Bolsonaro lidera as intenções de voto nas pesquisas. Integrantes da campanha de Bolsonaro já são recebidos em vários locais por deputados de partidos do “Centrão”, como o PP, PR e SD, entre outros.

Alckmin contava com essa estrutura pulverizada dos partidos do “Centrão” para fazer uma campanha capilarizada nos estados mas, segundo relatos da campanha de Bolsonaro, deputados mudaram de lado e passaram a apoiar o candidato do PSL de forma pragmática porque sua imagem facilita a busca de votos para os que tentam a reeleição.

A partir de agora, a campanha de Bolsonaro vai tentar diminuir a rejeição em ações específicas na região Nordeste do país e no eleitorado feminino, onde há a maior resistência ao candidato do PSL. Na região Norte, Bolsonaro lidera nos estados do Amazonas, Amapá, Acre, Roraima, Rondônia, Pará e Amapá.