Bolsonaro confirma que era alvo de ecoterroristas

A Revista Veja denunciou e o presidente Jair Bolsonaro confirmou na manhã desta sexta-feira (19) que ecoterroristas planejavam matá-lo.

Bolsonaro disse que o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência já tinha conhecimento da mobilização terrorista.

Ao ser perguntado sobre o caso no final de um café da manhã com jornalistas de agências internacionais, no Palácio do Planalto, Bolsonaro confirmou que havia lido a reportagem naquela manhã. “Eu li e encaminhei, o GSI já tinha conhecimento”, disse.

“O risco de atentado a mim ou a qualquer líder mundial sempre vai existir”, afirmou.

A Veja afirmou que teria conversado com um líder de um grupo que se intitula Sociedade Secreta Silvestre, formado por ecoterroristas, que fazem ações violentas em defesa do meio ambiente e teriam uma célula no Brasil.

A publicação cita um relatório da Polícia Federal em que responsabiliza o grupo pela queima de dois carros do Ibama e ameaças ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *