Servidor concursado de MPE é preso por assalto

Quatro pessoas foram presas na operação ‘personare’, realizada pelo Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO). Entre os presos, está o servidor do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), Manoel Eduardo Ramalho Angelim, suspeito de integrar uma quadrilha especializada em assalto conhecido como ‘saidinha de banco’.

Ao todo, segundo a polícia, os roubos da quadrilha chegaram a R$ 180 mil. Angelim fornecia informações privilegiadas para os suspeitos sobre as vítimas. Ele, que era concursado, tinha oito anos de casa e recebia R$ 7 mil por mês.

Os suspeitos, segundo a Polícia Civil (PC), tinham como alvo principal pensionistas, promotores e procuradores aposentados do Ministério Público do Amazonas que iam ao posto bancário localizado na sede do órgão, para receber o pagamento.

Segundo a polícia, as investigações iniciaram quando uma pensionista foi assaltada ao chegar em casa, após sacar o pagamento, no mês de julho.

Com a repetição do fato, no mês de agosto, tendo como vítima um aposentado, segundo a polícia, a investigação foi iniciada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *