Intensificadas as operações policiais em Manaus

MANAUS – Em reunião na sede da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), na manhã desta segunda-feira (18), órgãos de Segurança discutiram as novas ações que estão sendo implementadas na capital para redução da violência. Dentre as ações previstas estão: o aumento de operações com barreiras nas ruas da capital e o cumprimento de mandados de prisões de acusados de crimes.

Participaram da reunião, o secretário de Segurança Pública, Carlos Alberto de Andrade, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel David Brandão, o delegado-geral da Polícia Civil, Frederico Mendes, o delegado-adjunto, Ivo Martins, e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Alberto Tupinambá. Também estiveram presentes a secretária-executiva-adjunta de Inteligência, Tâmera Assad e o secretário-executivo-adjunto de Operações Integradas, Orlando Amaral.

O secretário Carlos Alberto destacou que houve redução na maioria dos crimes. Do dia 1 de setembro até 17 de setembro, não foram registrados crimes de latrocínio em Manaus. No ano passado, no mesmo período, foram seis casos. “Acreditamos que a polícia mais presente nas ruas, graças ao reforço das operações e o cumprimento de mandados de prisão, irão diminuir de forma mais significativa as ocorrências, dando maior segurança à população”, afirmou o secretário.

Houve também redução nos crimes de estupro (-9,4%) e roubo (-10%). Os crimes de homicídios estão com dois casos acima do mesmo período do ano passado, 38 casos de 1 a 17 de setembro de 2017, contra 36 no mesmo período de 2016.

Ele destacou que a SSP-AM, por meio das secretarias-executivas e órgãos vinculados, irão continuar com as operações de reforço no policiamento, complementando as ações já realizadas pela Polícia Militar.

A Polícia Civil também irá dar continuidade ao cumprimento de mandados de prisão que estão em aberto, de pessoas acusadas de crimes. “Esse papel da polícia judiciária é muito importante para tirarmos de circulação de criminosos contumazes na prática de crimes, principalmente, os que são envolvidos em assaltos”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *