Hans River, o homem que desmentiu o PT

Parlamentares do PT quebraram a cara na CPMI da Fake News. O depoimento de Hans River era visto como um presente para os opositores de Bolsonaro no dia em que o PT completava 40 anos

.

Hans River, um homem negro, cabelos “black power”, vestido do modelito certo para que políticos de Lula reforçassem o envolvimento do presidente Jair Bolsonaro com notícias falsas ou “impulsionamento” ilegal de mensagens.

Mas na CPMI das Fake News Hans virou um depoente indesejável. Ele disse que não trabalhou para Bolsonaro e sim para os então candidatos Fernando Haddad (PT) e Henrique Meirelles (MDB).

River deixou mal até os que denunciaram o suposto impulsionamento ilegal de Bolsonaro, já negado pelo Whatsapp.

Os petistas, envergonhados – como se isso fosse possível -, ficaram sem ação. No final das contas, enquanto apontavam para Bolsonaro, tinham três dedos de mão indicando o envolvimento do PT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *