Lula pode deixar a prisão dia 23 de abril

As brechas nas leis podem beneficiar o ex-presidente Lula. Condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo TRF-4 (2ª instância) por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do triplex do Guarujá, Lula poderá deixar a cela improvisada na PF de Curitiba para prisão domiciliar, informou o Correio Braziliense.

Juristas entendem que a condenação por corrupção será mantida no Superior Tribunal de Justiça, porém o crime de lavagem de dinheiro pode ser descaracterizado pelo fato de o ex-presidente não ter incorporado o imóvel, apesar da farta documentação que apontam que o apartamento era dele.

O ex-presidente foi condenado em 1ª instância a 6 anos de prisão por corrupção passiva e outros 3½ anos por lavagem de dinheiro.

Ao recorrer para a 2ª instância, o TRF-4 acabou aumentando a pena em 29%.

Se o crime de lavagem de dinheiro realmente cair, a pena poderá ser reduzida imediatamente e resultar na progressão de regime.

Uma vez que já completou 1 ano na prisão, Lula estaria próximo de cumprir 1/6 da pena e, automaticamente, iria para o regime semiaberto, onde, teoricamente, poderia trabalhar durante o dia.

Juristas também avaliaram que o adiamento do julgamento no STF sobre a prisão em 2ª instância (que estava previsto para esta quarta-feira (10) e foi transferido para uma nova data ainda não estabelecida) foi uma espécie de estratégia para que o STJ defina o futuro do presidiário.

Os comunistas do Brasil vão começar toda a bagunça e tentar impedir o desenvolvimento do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *