Jurista é vaiado ao exaltar Lula na PUC/SP

O jurista Celso Antônio Bandeira de Mello, que tem várias condecorações nacional e internacional, foi sonoramente vaiado ao discursar durante a colação de grau de uma turma de Direito da PUC/SP. O jurista demonstrou que. apesar de toda a fama, não conhece a área criminal. Celso Antônio tentou exaltar o condenado Lula, o que revoltou a turma de formandos.

O “nobre” jurista ficou perdido em sua fala após uma vaia gigantesca. Além disso, Celso Antônio mostrou desconhecer os conselhos de William Shakespeare:

“Aprendemos que falar pode aliviar dores emocionais, e descobre que se leva anos para construir confiança, e apenas segundos para destruí-la, e que você poderá fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.”

Celso Antônio precisa  rasgar o diploma, devolver as condecorações e voltar aos bancos da universidade. Só que desta vez para aprender as lições corretas, pois as provas documentais, depoimentos e testemunhas não foram suficientes para convencê-lo. O petismo cega e rompe com as relações sinápticas.

Assista o vídeo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *