Gal contra acusados de assédio

Gal Gadot estrelou o filme Mulher Maravilha, que quebrou diversos recordes de bilheteria. Um segundo filme já está para ser produzido, mas ela só terá a atriz novamente no elenco caso o filme não contribua de nenhuma forma com diretores acusados de assédios sexual nos últimos tempos.

Segundo o Page Six, Gal quer Brett Ratner fora da franquia. A empresa do diretor, RatPac-Dune Entertainment, tem um acordo com a Warner Brothers para a produção do filme e com isso ele ganharia parte dos lucros arrecadados.

Brett foi acusado pela atriz Ellen Page de ter atitudes homofóbicas e abusivas antes do início das gravações de X-Men – O Confronto Final em 2006. Além disso, Olivia Munn e outras atrizes disseram que Ratner as assediou e, por isso, Gal não quer que ele se beneficie com o filme.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *