Deputado tenta evitar despejo do ICDS

Manaus (AM) – O deputado estadual Sabá Reis (PR) afirmou, na manhã desta quarta-feira, 21/3, que vai manter a cobrança para que a organização não governamental Instituto de Cidadania e Desenvolvimento Social (ICDS) não seja despejada do prédio que está ocupando no bairro de Educandos (Zona Sul). Sabá explicou que há dez ano o ICDS recebeu autorização do governo para ocupar o prédio da Delegacia de Entorpecentes, que estava desativado e depredado.

“O prédio foi todo reformado e pintado e, agora, depois de pronto e em plena atividade, para surpresa da comunidade, o ICDS recebeu um comunicado da Secretaria Estadual de Administração (Sead), dando prazo de 48 horas para desocuparem o local”, relatou.

Sabá Reis argumenta que o governo estadual não precisa desocupar esse prédio, uma vez que “há muitos outros desativados e que podem atender as necessidades da administração estadual”.

O parlamentar disse que a alegação do governo é de que o prédio será retomado para se transformar numa Companhia da Polícia Militar (PMAM), mas na “ordem de despejo” a Sead justifica que o espaço vai ser utilizado pela Secretaria de Justiça.

“Caso a retirada do ICDS se confirme, os projetos sociais desenvolvidos pelos moradores do bairro dos Educandos vão sofrer grande prejuízo”, lamentou.

Afeam

O deputado Sabá Reis fez outro alerta, desta feita sobre aindicação para o cargo de presidente da Agência de Fomento do Amazonas (Afeam). Com a saída de Alex Del Giglio do cargo, Sabá Reis disse que um novo nome está sendo indicado, mas a pessoa indicada não atende as exigências legais para ocupar a vaga.

“Enviei expediente ao Banco Central (BC) e ao Governo do Estado, para que façam cumprir todas as exigências legais, na hipótese de se concretizar, a nomeação da pessoa indicada para o cargo de diretor-presidente da Afeam, pelo Governo do Estado”, disse ele.

Sabá afirmou que a pessoa indicada para assumir o cargo vai ter o nome vetado pelo Banco Central. “Antes que o governo passe por mais um vexame e essa indicação venha a atrapalhar a Afeam, quero fazer um apelo aos deputados para que alertem o governador. Porque a pessoa indicada não preenche os requisitos e normas do BC para que possa assumir uma Agência de Fomento como a do Amazonas”, completou.

Deixe uma resposta