Antônio Palocci entrega Lula

Em depoimento dado ao juiz Sergio Moro na tarde desta quarta (6), o ex-ministro Antonio Palocci afirmou que ele e Lula tentaram obstruir as investigações do Ministério Público Federal. Palocci adotou, inclusive, postura de delação premiada.

De acordo com o ex-ministro, o Partido dos Trabalhadores tinha um “pacto de sangue” com a Odebrecht. Palocci disse que o combinado entre a empreiteira e o partido era o pagamento de R$ 300 milhões em propina.

O ex-ministro também afirmou que, desse montante, R$ 4 milhões seriam destinados ao ex-presidente Lula

“Eu e Lula fizemos ações para obstruir a Lava-Jato”, afirmou.

E prosseguiu:

“Eu tenho provas, e se o senhor quiser posso começar a falar agora”.

Moro disse que não era hora nem local.

Fonte: VEJA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *