Zeca some do Santos

O lateral esquerdo Zeca não treinou nesta semana. Ele faltou ao treinamento do Santos na última quarta-feira, no CT Rei Pelé. Membros da Comissão Técnica estavam preocupados com a ausência do jogador, pois não sabiam o motivo dele não ter comparecido ao trabalho.

Nesta quinta-feira (26), Zeca não compareceu novamente ao clube para treinar com os demais companheiros. A assessoria de imprensa do Santos alega que Zeca foi dispensado para resolver problemas particulares na última quarta-feira e que não sabe dizer ainda o motivo dele não ter se apresentado nesta quinta.

O curioso é que o jogador, assim como a maioria dos atletas, já não havia comparecido ao clube nos últimos dois dias – segunda e terça-feira – pois o técnico Levir Culpi concedeu folga ao elenco.

Já assessoria de imprensa de Zeca não conseguiu contato com ele durante esta quinta-feira e promete passar uma posição em breve.

A maioria dos companheiros de trabalho ficaram preocupados com a ausência de Zeca pois ele tem recebido ameaças da torcida do Santos.

O lateral está em conflito com a torcida do Santos e quase foi agredido no aeroporto no retorno da delegação santista de Recife, onde o time havia empatado com o Sport na semana passada.

Zeca cobrou os torcedores com gestos após fazer cruzamento para o gol de Jean Mota no duelo contra o Vitória, no Pacaembu, no início da semana passada. Se não bastasse, o lateral fez uma publicação polêmica nas redes sociais mostrando o “dedo do meio” respondendo a reclamações e depois apagou rapidamente.

Zeca vive um mau momento com a camisa do Santos. Levir, inclusive, trocou o jogador de posição na vitória contra o Atlético-GO. Insatisfeito com o atleta na lateral esquerda, ele foi deslocado para a direita. Com isso, Jean Mota assumiu a sua posição.

Antes de pressionar Zeca no aeroporto, a torcida santista já havia ameaçado o jogador em pichações na Vila Belmiro. “Zeca, FDP, c…, nós vamos ‘se’ trombrar”, escreveu os torcedores.

Deixe uma resposta