Belarmino Lins pede que auxílio-alimentação não seja em forma de cartão

Manaus (AM) – Atendendo a inúmeros pedidos de servidores do interior do Estado, inclusive professores, o deputado estadual Belarmino Lins (Progressistas) solicitou ao governador Wilson Lima e ao seu vice, Carlos Almeida, que a concessão do auxílio-alimentação, no valor mínimo de R$ 500, extensiva para todos os servidores estaduais, não seja feita em forma de cartão, mas pelo sistema de depósito em conta corrente, facilitando sua movimentação por parte dos servidores.

“Os servidores interioranos alegam que, com o sistema de cartão, eles perderão o seu poder de compra, pois são poucos os estabelecimentos comerciais que aceitam o cartão, e os que o aceitam geralmente vendem caro os produtos”, expressa o parlamentar com base em documentos recebidos de várias partes do interior apelando ao Governo do Estado. “Tenho certeza de que o governador Wilson Lima e o seu vice, Carlos Almeida, compreenderão essa demanda e atenderão os servidores, que desejam que o sistema seja o de depósito em conta corrente”, afirma Belarmino.

O auxílio-alimentação, segundo o Governo, alcançará 52.403 servidores civis em atividade e efetivo exercício nos órgãos da Administração Direta e Indireta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *