Vereador destaca importância do projeto “Abril Marrom”

Manaus (AM) – Na manhã desta segunda-feira (08), o vereador Cel. Gilvandro Mota utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM) para falar sobre o projeto de lei de sua autoria que cria o “Abril Marrom”, mês de prevenção e combate à cegueira na cidade de Manaus. O projeto tem a finalidade de conscientizar as pessoas da importância dos exames preventivos da visão, principalmente para algumas categorias, como por exemplo, crianças, idosos acima de 60 anos e pessoas diabéticas.

“As doenças caminham silenciosamente e as pessoas só procuram o médico quando já perderam parte da visão. Neste momento, o problema já está em estado avançado e os tratamentos nem sempre recuperam a visão. Se elas se cuidassem, seguramente, nós iriamos reduzir em 80% o número de pessoas que ficam cegas. Doenças como o glaucoma, que é irreversível, são realmente avassaladoras. Por isso é importante este alerta, para que todos cuidem desses aspectos que mencionei aqui e cuidem desta classe de pessoas mais vulneráveis, para que realizem rotineiramente os exames de prevenção” disse o parlamentar.

A ideia do projeto é unir governos, entidades médicas e centros hospitalares para que lancem a iniciativa do Abril Marrom. Como ação principal estas instituições realizarão durante o mês de abril, testes de acuidade para a população e palestras ministradas por médicos especialistas em diversas áreas da oftalmologia. “Queremos informar e conscientizar a população sobre a prevenção e o combate às diversas espécies de doenças oculares; reduzir a incidência de problemas visuais; incentivar a população à realização de exames preventivos para a detecção da deficiência visual e participação da comunidade na defesa da saúde ocular como qualidade de vida. Não podemos esquecer que a cegueira poderia ser evitada em cerca de 60% dos casos, para tanto, é preciso reunir e organizar as iniciativas, e que elas partam tanto do poder público quanto da iniciativa privada”.

Segundo o vereador, tais ações não irão acarretar despesas para o município, o qual utilizará de sua própria infraestrutura no que tange à divulgação, profissionais de saúde que atendam à comunidade, tratamento de patologias e educação preventiva. O parlamentar ainda explicou que a escolha da cor, para representar a prevenção. “O marrom foi escolhido por ser a cor da íris da maioria dos brasileiros. Ela é o órgão responsável por controlar a quantidade de luz que entra em nossos olhos”, disse.

Dados

Atualmente no Brasil, segundo o Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), há cerca de 530 mil pessoas cegas, cerca de 6,06 milhões de pessoas com baixa visão e aproximadamente 29 milhões de pessoas que declaram possuir alguma dificuldade permanente de enxergar ainda que com o auxílio de óculos ou lentes. Segundo a Agência Internacional de Prevenção à Cegueira (The International Agency for the Prevention of Blindness – IAPB) em 2015, há cerca de 253 milhões de pessoas com deficiência visual no mundo sendo 36 milhões de pessoas cegas. Os dados da instituição mostram que 89% das pessoas com deficiência visual vivem em países em desenvolvimento, que 75% dos casos são evitáveis e que 55% são mulheres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *