Secretarias divulgam lista com funerárias regularizadas

Atendendo às exigências de transparência sobre a atividade pública, a Prefeitura de Manaus está divulgando uma lista de empresas que estão adequadas e aptas a prestar os serviços funerários no mercado local. O setor funerário desde o dia 1º de janeiro de 2018 passou a operar com um novo sistema informatizado, que visa organizar o segmento e dar agilidade e transparência aos serviços. Até esta sexta-feira, 11/1, das 28 empresas que atuam no setor, 11 estavam cadastradas.

A ferramenta foi desenvolvida e lançada pela Prefeitura de Manaus, por meio das Secretarias Municipais de Finanças (Semef) e Limpeza Urbana (Semulsp) e deve ser adotada por todas as empresas do setor, que, para isso, precisam estar regularizadas junto ao município.

Para o secretário Paulo Farias, essa relação é um cadastro positivo para os empresários e para a população. “É importante que as empresas estejam regulares no mercado, para promover concorrência justa no setor e para assegurar à população a prestação de um serviço de qualidade. O cidadão possui o direito de obter um serviço legal e precisa cobrar que as empresas estejam legalizadas. Pedimos que a população contrate apenas os serviços dos que estão em conformidade com a Lei e com as normas de mercado”, observou.

A criação de um sistema informatizado para o serviço obedece a uma ação civil pública e chega para beneficiar a todos os elos da cadeia do setor no Amazonas. “Acreditamos que a criação desse sistema, por parte da Semef, traz uma série de benefícios, tanto para o poder público, quanto para as empresas e a população em geral. É um desejo e uma determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto que ajudemos a tornar esse serviço menos burocrático e humanitário”, explicou Farias.

O novo sistema deve ser adotado por todas as empresas ativas nesse mercado. “As empresas foram acionadas e estamos contando com o apoio das lideranças do setor para que os empresários ajustem suas licenças e estejam em dia com suas documentações comerciais, já que sem isso, as empresas ficarão impedidas de atuar pelo novo sistema”, lembrou.

O prazo para a adequação das empresas, definido pela Prefeitura de Manaus e o Sindicato das Empresas Funerárias do Estado do Amazonas (Sefeam), encerrou no último dia 31 de dezembro. “A Semef e a Semulsp estão disponíveis para os esclarecimentos e orientações que sejam necessários acerca do portal e do manuseio dessa ferramenta”, concluiu Paulo Farias.

Confira a lista de empresas funerárias aptas para funcionamento e laboratório de tanatopraxia

Laboratório de Tanatopraxia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *