Sabá Reis aponta “incoerências” de Amazonino Mendes

Manaus (AM) – Em pronunciamento nesta quinta-feira, 21/6, no plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado Sabá Reis (PR), focou seu discurso nas manchetes de blogs da cidade, que mostram as incoerências do governo de Amazonino Mendes. Um deles informa que o Ministério Público Federal (MPF) está processando a ex-secretária de Estado da Juventude, Esporte e Lazer Esporte do Amazonas (Sejel), Janaína Chagas Câmara, por distribuir bolas aos moradores da Zona Leste de Manaus em ano eleitoral.

De acordo com Sabá Reis, o que resta saber é se essas bolas foram adquiridas com dinheiro pessoal da ex-secretária, ou dinheiro público da Sejel, já que a distribuição aconteceu em fevereiro deste ano. “O mesmo acontece com a distribuição de rabetas, motores de polpa e outros produtos para favorecer candidatos do governador Amazonino, no interior, na tentativa de disputar a eleição”, disse.

Outra manchete diz respeito ao fato de uma Escola estadual estar servindo achocolatado com água por falta de leite. Sabá Reis disse que a empresa Ripasa Alimentos, que tem o contrato com o governo, com dispensa de licitação, recebeu R$ 5,66 milhões no último dia 2. “Esse é um dos absurdos do governo que institucionalizou a prática da dispensa de licitação em sua gestão”, lamentou.

O deputado disse que quando aponta as falhas do governo no plenário da Aleam, deputados da base aliada do governo, no afã de dar uma resposta para o governador Amazonino, o acusam de não ajudar. “Se o Amazonino cumprisse a lei, o presidente David Almeida não iria cobrar na Justiça os R$ 120 milhões do Orçamento reservado às emendas impositivas da Lei Orçamentária Anual (LOA)”, frisou.

Outro blog acusa Amazonino de nomear seu médico particular, Francisco Deodato, para ser o coordenador de Integração das Ações Administrativas do Governo do Estado, que é o Secretario de Estado da Saúde. “Será uma espécie de vice, já que Bosco Saraiva está alijado do governo”, sintetizou Sabá Reis.