PMM divulga edital para exploração comercial no Parque da Criança

Manaus (AM) – A Prefeitura de Manaus lançou Edital de Processo Seletivo para credenciamento de interessados na permissão de uso a título precário e oneroso para fins de exploração de produtos alimentícios, serviços de lazer e recreação pela iniciativa privada, no Parque Cidade da Criança, Aleixo, zona Centro-Sul. O espaço é administrado pela Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel).

Conforme o Edital 001/2019, publicado no Diário Oficial do Município desta segunda-feira, 11/3, serão disponibilizados 11 espaços, sendo quatro boxes, quatro carrinhos itinerantes e três casinhas. A documentação com a proposta comercial precisa ser entregue até a próxima segunda-feira, 18/3, das 8h às 17h, devidamente lacrada, em envelope e identificada, conforme o item 8 do edital, na sede da Semjel, localizada na alameda Cosme Ferreira, Coroado 2, zona Leste.

Dentre outros pontos a serem destacados estão que, tanto pessoa física ou jurídica poderá concorrer por apenas um espaço. Os contratos terão a duração de 12 meses após a assinatura. A avaliação das propostas comerciais levará em conta a de maior valor. O valor mínimo das ofertas é de R$ 200 mensais para os carrinhos e casinha e de R$ 300, ao mês, para os boxes.

O Parque Cidade da Criança funciona de terça a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h, e sábado e domingo das 14h às 20h. Durante a semana as atividades são voltadas para os passeios escolares e aos finais de semana são realizadas programações recreativas. São realizados grandes eventos ainda no Parque, como o Carnaval, Páscoa, Natal e o Dia das Crianças que reúne um grande público no local.

“O Parque da Criança é um espaço que movimenta uma grande quantidade de pessoas. Só aos finais de semana são mais de 3 mil pessoas. Em eventos grandes como o Dia das Crianças, reunimos no ano passado 50 mil pessoas. Então é um fluxo muito grande de pessoas que precisam ter essas opções de serviços alimentícios, de lazer, brinquedos, decorações, entre outros”, destacou o secretário da Semjel, João Carlos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *