Média de subida dos rios aumenta preocupação

Parintins (AM) – A Defesa Civil, por orientação do prefeito Frank Bi Garcia e vice Tony Medeiros, visitou o beco submarino no bairro da Francesa e o beco Ademir Farias no bairro de São José operário na tarde da quinta feira dia 10 com a presença da Secretaria Municipal de Assistência Social e Habitação (Semasth) e prosseguindo nesta quarta, dia 16, no beco Coronel Barreto Batista com a presença da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Sedema) junto ao Setor de Obras.

A visita técnica foi para conversação e orientação dos moradores. O trabalho é intensificado por meio de reuniões com órgãos e entidades que fazem parte do comitê de enfrentamento à enchente para alinhar objetivos e as disponibilidades de cada entidade e nortear as ações a serem feitas aos possíveis afetados da cheia.

A cheia dos rios vem progredindo de forma rápida com a média de 10 centímetros por dia, sendo que a maior cheia foi no ano de 2009, tendo uma estimativa de aproximadamente 30 centímetros menor que a cheia deste ano de 2019 que tem uma elevação em torno de 1.30m a mais do que o ano passado. Para a Defesa Civil, esses dados são preocupantes e o comitê de enfrentamento tem o objetivo de prevenir a população contra uma possível cheia de grandes proporções.

Segundo Samuel Reis, coordenador da Defesa Civil, o órgão atua de forma preventiva. “A Defesa Civil vem dando passos na frente da cheia para evitar contratempos em uma possível intervenção de amparo aos afetados, fazendo seu papel de prevenção e alerta contra os desastres naturais em defesa da população”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *