Justiça revoga prisão domiciliar de Alejandro Valeiko

Manaus (AM) – Nesta segunda-feira (7), às 12h30, Alexandro Molina Valeiko, filho da primeira-dama de Manaus, se entregou à Polícia acompanhado de seu advogado. Ao chegar a Delegacia, os advogados de Alejandro foram comunicados que a Justiça havia revogado a prisão domiciliar e determinado a prisão temporária de 30 dias.

Ele tinha prisão temporária domiciliar decretada em aberto, por suspeita de envolvimento no homicídio do engenheiro Flávio Rodrigues dos Santos, de 42 anos.

“Ele tem todo interesse em esclarecer os fatos. Meu cliente se coloca à disposição da polícia”, afirmou o advogado Marcos Aurélio Choy.

A prisão de Alejandro foi decretada na última quinta-feira (3). Desde então, segundo a família e defesa, Alejandro estava internado em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro.

Familiares do engenheiro Flávio Rodrigues, 42, morto no último domingo (29) se reuniram na manhã desta segunda-feira (7) em frente a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Eles aguardavam a chegada de Alejandro Valeiko.

Presos

Cinco suspeitos de envolvimento no homicídio do engenheiro foram presos:

O policial militar Elizeu da Paz de Souza, 37;

Elielton Magno de Menezes Gomes Junior, 22;

José Edvandro Martins de Souza Junior, 31;

O chefe de cozinha Vitorio Del Gatto;

Mayc Vinicius Teixeira Parede, 37.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *