Deputado Belarmino Lins esclarece boatos nas redes sociais

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Mais uma vez vítima de “fake news” por parte de um grupo de duvidoso conceito nas redes sociais, o deputado estadual no Amazonas, Belarmino Lins (Pros), vem de público refutar a vinculação do seu nome ao do médico Mouhamed Mustafa, esclarecendo o seguinte:

1) De acordo com os autos do processo n.4109.2017.401320-0, o deputado Belarmino Lins foi inquirido na qualidade de testemunha de defesa da ré Priscila Marcolino, e jamais de Mouhamed Mustafa, a fim de prestar esclarecimentos, em nome da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, acerca do projeto de lei 196/2013, que se transformou, a seguir, na Lei 3900/2013.

2) Observe-se que a inquirição do deputado Belarmino Lins ocorreu em face de o deputado estadual David Almeida (PSD), presidente do Poder Legislativo Estadual, haver se declarado impossibilitado de prestar tais esclarecimentos por se encontrar desempenhando à época, interinamente, o cargo de governador do Estado e tendo indicado Belarmino, 2º Vice-Presidente da ALEAM, para substituí-lo.

3) Vale destacar, portanto, que o deputado Belarmino Lins jamais manteve qualquer tipo de relacionamento com o médico Mouhamed Mustafa e tampouco com a senhora Priscila Marcolino.

4) Urge também ressaltar manifestação esclarecedora do deputado Belarmino Lins, da tribuna da ALEAM, na época em que foi inquirido, em 25 de maio de 2017, quando disse o seguinte: “Como posso depor a favor ou contra alguém que eu desconheço e com quem não mantenho qualquer relacionamento? Francamente, não entendo como o meu nome foi aparecer nesse caso, não recebi nenhuma notificação e nada tenho a ver com o caso, de modo que me encontro totalmente à vontade e em paz com a minha consciência”.

5) O deputado Belarmino Lins afirma, enfim, respeitar os procedimentos judiciais em curso sobre a Operação “Maus Caminhos”, torcendo para que as investigações realizadas pela Polícia Federal e pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) em nome da moralidade pública, cheguem a bom termo.

6) O deputado Belarmino Lins lamenta a onda de “fakes news” com o propósito de denegrir a honra de parlamentares e demais cidadãos de bem nas redes sociais, e apela aos órgãos competentes no sentido de que envidem esforços para estabelecerem um processo rígido de fiscalização nas tais redes durante as eleições programadas para este ano de 2018, evitando baixarias e difamações.

Dra. Lycia Fabíola Andrade – Advogada OAB-AM 4580