Deputado anuncia serviço de hemodiálise no Fca. Mendes

Falando durante o Pequeno Expediente desta quinta-feira (26), o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado David Almeida (PSD), anunciou que o serviço de hemodiálise no Hospital Universitário Francisca Mendes, na zona Norte de Manaus, está em franco funcionamento e, nos próximos meses, pode beneficiar entre 60 a 70 pacientes por dia. Hoje, a primeira máquina já está atendendo 10 pessoas por dia.

David Almeida referiu-se ao fato de que as duas máquinas hemodinâmicas desse hospital foram colocadas em funcionamento durante sua gestão interina no governo. “Quando assumi, em 9 de maio, existia uma máquina quebrada. Nós mandamos consertar e adquirimos a segunda máquina, que já estava com previsão orçamentária do Fundo de Promoção Social (FPS)”, disse.
Hoje, segundo o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), essas são as duas máquinas que existem na saúde pública de Manaus, que ainda precisa de mais duas, uma vez que o Ministério da Saúde (MS) preconiza que para cada 500 mil habitantes existam duas máquinas de hemodiálise no atendimento público.

O deputado David Almeida destacou o esforço da equipe interina de governo para colocar as máquinas em funcionamento, uma vez que somente técnicos da fábrica alemã da Siemens, que produz os equipamentos, podem instalar e colocar em operação, além de fazer o treinamento do pessoal do hospital. “Além de adquirir a máquina tem de ter todo um preparo para a sala, cuja tecnologia é colocada pela própria empresa”, informou.

Ele fez questão de reforçar que a nova máquina é fruto dos recursos do FPS, presidida pela primeira-dama Edilene Gomes, na gestão do governador José Melo (PROS) e questionou a propaganda do governo atual, que já está fazendo propaganda de mutirão de cateterismo sem feito nenhum procedimento. “Essa é uma realidade que já está acontecendo, portanto é para trazer a verdade e mostrar à população do nosso Estado que quando assumi não tinha nenhuma hemodinâmica e quando eu saí deixamos duas”, disse.

Deixe uma resposta