CMM apoia política da Prefeitura

A estratégia da Prefeitura de Manaus em utilizar os recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) para pagamento das progressões e reenquadramento aos professores, com incorporação dos valores ao cálculo de aposentadoria, continua repercutindo positivamente na Câmara Municipal de Manaus (CMM) com manifestação de apoio de vereadores.

O presidente da Câmara, Wilker Barreto (PHS), elogiou a postura do prefeito Arthur Virgílio Neto em manter o diálogo aberto e em adotar medidas com impactos definitivos nos salários e conquistas dos professores. Ele também repudiou movimentos políticos em torno da questão.

Presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Manaus, a vereadora e professora Therezinha Ruiz (DEM), defendeu o repasse feito com responsabilidade e com garantias aos direitos dos professores. “Acho muito importante que ao final do ano qualquer resquício do Fundeb seja distribuído aos professores, mas precisa ter esta responsabilidade na hora do repasse, a fim de garantir que os direitos da classe estejam sempre em dias e, principalmente, o que diz respeito à aposentadoria e à carreira dentro do Plano de Cargos, Carreiras e Salários – PCCS”, disse a vereadora.

Ruiz também afirmou que o reenquadramento é importante para a carreira no magistério. “É onde o professor avança em sua carreira dentro do PCCS. Essas são garantias que hoje podem fazer pequenas diferenças na vida do professor, mas quando ele for se aposentar terá um ganho real daquele período trabalhado”, concluiu. “Nós esperamos que os professores entendam que, ao longo dos últimos quatro anos, a Prefeitura vem dando repasse aos professores, vem valorizando os professores. Tenho certeza que vão entender isso”, finalizou.

Para a vereadora e também professora, Jaqueline (PHS), o prefeito sempre teve uma visão futurista, pensando no desenvolvimento. “E é isso que ele está fazendo agora com a utilização dos recursos do Fundeb para agregar aos salários dos educadores da prefeitura, com ganhos até na aposentadoria. Nosso papel como representantes eleitos pelo povo e como membros da educação é apoiar as medidas que venham beneficiar os profissionais de educação da cidade de Manaus e, consequentemente, a população como um todo, porque se ganham os professores, ganham também os alunos e a sociedade”, afirmou.