Casal executado no Tarumá era suspeito de participar de assassinato

O casal executado no ramal da Praia Dourada, no bairro Tarumã, na Zona Oeste de Manaus, foi identificado pela Perícia da Polícia Civil como Carlos Farias Pinheiro, o “Carlinhos”, e Amanda Bezerra Felizado, conhecida como “Amanda Loren”. Carlos Pinheiro e Amanda moravam no bairro da Compensa e estariam envolvidos numa ação que resultou em um morte e dois feridos no Vieiralves.

Carlos Pinheiro foi morto com tiros na cabeça e peito, além de um corte profundo no pescoço, que quase o degolou. Sua companheira, Amanda Loren, tinha um tiro à altura do abdome e marcas de espancamento nas costas, peito e sinais de coronhadas na cabeça. As cápsulas de pistola 380 disparados contra as vítimas foram encontradas próximas aos corpos e recolhidas para exames de balística no Instituto de Criminalística.

Segundo informações de alguns investigadores, Carlos e Amanda teriam ligação com o assassinato de Cézar Augusto Barata de Souza, de 22 anos, na saída do bar ZerO92, na rua Rio Jutaí, no Conjunto Vieiralves, na Zona Centro-Sul, na madrugada da última quarta-feira, 23.

O casal esteve na mesmo bar e servido e teria passado informações para os executores Cézar Augusto. Ayrton Sena de Souza e Diego Silva e Silva, que estavam na companhia de Cézar foram baleados.O morto é apontado como integrante do Comando Vermelho (CV).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *