Artistas do Boi Manaus devem apresentar portfólio

Os 27 cantores que se apresentaram no Boi Manaus 2017 passarão agora pela avaliação da Comissão Técnica que analisará todas as apresentações e os portfólios dos artistas. Os três artistas que obtiverem a menor nota no processo não se apresentarão na próxima edição do evento, abrindo vagas para novos nomes do Boi-Bumbá.

Em suas avaliações, os jurados levarão em consideração os critérios: apresentação (que tem peso 2) e portfólio (peso 1). Os artistas que fizeram seu show têm até o dia 6 de novembro para apresentarem seu portfólio na sede da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), na avenida André Araújo, no Aleixo, das 8h às 17h.

Esta é a primeira vez que os cantores são avaliados. A proposta é que a iniciativa estimule os músicos a levarem ao público do Boi Manaus mais qualidade nos shows, seja de performance, repertório e qualidade musical. Além de abrir vagas para que novos artistas tenham oportunidades de mostrar seus talentos no evento que tradicionalmente celebra o aniversário da cidade de Manaus.

Neste primeiro ano de avaliação, cinco nomes integram a comissão técnica: Cid Soares, Ney Amazonas, Sinny Lopes, Nonato Torres e Francis Madson, todos com notório conhecimento da cultura popular do Amazonas. Dos cinco, três nomes surgiram a partir de indicação dos representantes da Associação dos Artistas do Boi Bumbá e dois indicados pela Manauscult. O quantitativo e formato foram definidos em comum acordo entre as partes durante primeira reunião realizada sobre o Boi Manaus 2017.

Avaliação

Os cantores serão avaliados quanto ao repertório, desenvolvimento (figurino, coreografia, interação com o público) e qualidade musical. Quanto ao portfólio será levado em consideração a discografia, agenda de apresentações comprovadas em Manaus e fora da cidade, composição e produção autoral.

Já os grupos Kamayurá e Kuarup serão avaliados quanto ao repertório, coreografia, conjunto (adereços, destaques, efeitos, figurino) e qualidade musical (banda, cantor e arranjos).

Bois de Manaus

Os Bois de Manaus: Brilhante, Corre Campo e Garanhão não terão acesso ou decesso por serem representativos da história do folclore de Manaus; os grupos Kuarup e Kamayurá entrarão no julgamento, porém, com critérios diferenciados; e as notas serão individuais, sendo que cada artista receberá a média aritmética das notas de cada item.

Deixe uma resposta