ALEAM concede Título de Cidadão a Gilvan Motta

Manaus (AM) = Natural da cidade gaúcha de Santa Maria, o advogado Gilvan Simões Pires da Motta é o mais novo Cidadão do Amazonas. A distinção, proposta pelo deputado Belarmino Lins (PP), foi concedida em sessão realizada no início da tarde desta terça-feira (25), no Plenário Ruy Araujo da Assembleia Legislativa, contando com as presenças do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AM), Marco Aurélio Choy, e do presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM), Wilson Périco, além de representantes do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus, dentre outras autoridades.

“A homenagem é mais do que justa a um grande brasileiro nascido no Rio Grande do Sul que escolheu o Amazonas para viver com sua família e construir sua brilhante carreira profissional”, disse Belarmino, em discurso, sobre Gilvan. “Há muito ele se fez amazonense, defendendo causas nobres em favor do nosso povo e prestando relevantes serviços à nossa cultura como membro que foi do grupo musical Cheiro Verde”, enfatizou o parlamentar progressista.

O presidente da OAB-AM, Marco Aurélio Choy, também em discurso da tribuna da Aleam, afirmou que a distinção a Gilvan, na verdade, “é um sentimento que envolve quatorze mil advogados associados da OAB-AM, pois Gilvan é um maravilhoso ser humano e a homenagem é um reconhecimento ao seu trabalho honesto e sério seja no exercício do Direito seja realizando qualquer outra atividade na vida em sociedade”.

Ex-superintendente do Trabalho, cargo hoje ocupado por Gilvan, o deputado Dermilson Chagas (PP) foi outro que destacou as qualidades humanas e profissionais do homenageado. “Ele é um cidadão de caráter muito digno e profissional dos mais competentes, eu lhe desejo saúde e felicidade, ele merece a distinção que recebe hoje da Assembleia Legislativa”, destacou.

Também da tribuna do Parlamento Estadual, Gilvan Motta agradeceu às manifestações elogiosas e discursou: “Aos dezoito anos cheguei a Manaus, em 1976, sendo bem acolhido pelo povo amazonense, o povo mais hospitaleiro do Brasil, aqui eu casei, me formei em Direito e constituí uma bela família, eu me orgulho muito dos amazonenses e posso dizer que a partir de agora estou mais do que integrado ao Amazonas, o pedaço mais cobiçado do planeta Terra”.

Biografia

Gilvan Motta nasceu em 22 de julho de 1958, filho do comerciante Omar Correa da Motta e da professora dona Maria Sirley Pires da Motta. Estudou em Santa Maria nas escolas Santa Maria, Manuel Ribas e Professora Maria da Rocha, onde concluiu o ensino fundamental e médio.

Aos 18 anos de idade, mudou-se para Manaus, cursou Direito na Universidade Federal do Amazonas, graduando-se em 1986. Com aprovação no mesmo ano no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, passou a exercer sua profissão no escritório onde é proprietário e que leva seu nome, Motta Advogados.

Em 1977, aos 42 anos, casou-se com a gaúcha Maritza Carvalho da Motta com quem teve uma filha, Mayara Carvalho da Motta, e três netas: Bruna, Christine e Hêda. Com a carreira de advogado consolidada, entrou na vida pública onde assumiu cargos de comando.

Gilvan dirigiu a SUNAB (Superintendência Nacional de Abastecimento), foi consultor jurídico da FUCADA (Fundação-Centro de Apoio ao Distrito Agropecuário) e assessor jurídico de vários municípios, dentre os quais São Paulo de Olivença, Amaturá, Carauari, Nova Olinda do Norte, Careiro Castanho e Manacapuru.

Nos anos 90 foi conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil, por três mandatos consecutivos. Em 2005, foi agraciado com a medalha da Ordem do Mérito Legislativo da Assembleia Legislativa do Amazonas, pelos relevantes serviços jurídicos prestados ao Estado. Atualmente exerce, desde agosto de 2016, o cargo de Superintendente Regional do Trabalho no Amazonas, vinculado ao Ministério da Economia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *